É necessário que o seu navegador tenha o suporte a javascript habilitado para navegar neste site. Dicionário Sefaradi de Sobrenomes
  • 00 item(s) - R$ 0,00
Seu carrinho de compras está vazio.
  • Dicionário Sefaradi de Sobrenomes - Dictionary of Sephardic Surnames

Dicionário Sefaradi de Sobrenomes - Dictionary of Sephardic Surnames

Inclusive Cristãos-Novos, Conversos, Marranos, Italianos, Berberes e sua História na Espanha, Portugal e Itália
Autor: Guilherme Faiguenboim, Paulo Valadares e Anna Rosa Campagnano
Editora: Sêfer
SKU: 3903
Páginas: 528
Ano: 2020
Avaliação geral:

Souza, Miranda, Pinto e até Silva. Sobrenomes como esses, tipicamente brasileiros, podem revelar em sua origem alguma ascendência judaica. É o que mostra o maior estudo já realizado sobre a trajetória dos judeus sefaradis entre os séculos XIV e XX. A obra é bilíngue (português/inglês) e apresenta mais de 16 mil sobrenomes de judeus sefaradis, antecedidos pela contextualização histórica que deu origem aos sefaradis e aos cristãos-novos.

Quer conhecer antes de comprar? Baixe aqui um trecho desta obra gratuitamente!
R$ 200,00 2x de R$ 100,00 s/ juros no Cartão
Disponibilidade: Imediata

Quem comprou esse produto também comprou:

Descrição

 If you are outside of Brazil, click here.
Se você está fora do Brasil, clique aqui.

 

Souza, Miranda, Pinto e até Silva. Sobrenomes como esses, tipicamente brasileiros, podem revelar em sua origem alguma ascendência judaica. É o que mostra o maior estudo já realizado sobre a trajetória dos judeus sefaradis entre os séculos XIV e XX. O resultado desse trabalho está reunido no Dicionário Sefaradi de Sobrenomes, após muitos anos de extensa pesquisa.

Já em sua 4ª edição, a obra é bilíngue (português/inglês) e tem 528 páginas (formato 21x28 cm) impressas em papel couché e encadernação de luxo. Foi escrita por Guilherme Faiguenboim, Anna Rosa Campagnano e Paulo Valadares, e conta com prefácio assinado por Marcio Souza.

Além dos quase 16.000 sobrenomes e 12.000 verbetes, o livro possui uma introdução histórica, ilustrada, com aproximadamente 120 páginas, sobre a trajetória dos judeus na Espanha e Portugal desde o ano 700 até a Inquisição, narrando o seu destino e a formação de comunidades judaicas em outros países, inclusive no Brasil, escrita por Reuven Faingold, doutor em História pela Universidade Hebraica de Jerusalém.

A segunda parte, sobre a dispersão após a Inquisição, foi escrita pelo professor Paulo Valadares, historiador pela PUC-CAMP e mestre pela USP, sob a orientação da professora Anita Novinsky.

A terceira parte, escrita por Guilherme Faiguenboim, fala sobre a onomástica sefaradita, e explica a etimologia, transformação e morfologia dos nomes próprios, e apresenta os critérios utilizados no estudo e na classificação dos nomes, como formas básicas e variantes, transliterações, línguas e alfabetos, critérios socioculturais, confiabilidade das fontes, estatística para comparação e checagem das fontes, classificação dos nomes, metodologia, dentre outros.

Esta obra foi premiada internacionalmente como Reference Book of the Year Award for 2002 from the Association of Jewish Libraries.

Trechos

Texto quarta-capa

Esta obra apresenta mais de 16 mil sobrenomes de judeus sefaradis, antecedidos pela contextualização histórica que deu origem aos sefaradis e aos cristãos-novos.

Na primeira parte, o professor Reuven Faingold examina os primórdios com a chegada dos judeus na península Ibérica até a expulsão em decorrência da Inquisição, e descreve a mentalidade da época, tanto dos judeus como dos católicos. Isso permitirá ao leitor entender as motivações dos dois grupos que culminaram na expulsão de centenas de milhares de pessoas que lá viviam havia mais de 15 séculos.

Na segunda parte, o professor Paulo Valadares narra a diáspora sefaradi e os diversos destinos por eles encontrados para fugir da Inquisição.

Antes da apresentação dos verbetes, Guilherme Faiguenboim faz uma breve explanação da onomástica sefaradi dos diferentes timings históricos e linguísticos, da movimentação geográfica temporal, e apresenta uma lista dos 250 sobrenomes sefaradis mais citados.

O leitor atento perceberá a extraordinária saga de dezenas de milhares de famílias sefaradis ao longo desses seis séculos, entre portugueses, espanhóis, mouros, berberes, marroquinos, argelinos, tunisinos, turcos, sírios, egípcios, italianos, franceses, alemães, mexicanos, argentinos e brasileiros, expressando-se em dezenas de línguas, escrevendo em cinco alfabetos e exercendo grande variedade de profissões.

Sobre o autor

Guilherme Faiguenboim
Administrador de empresas (FGV-SP), residiu por vários anos em Israel. Membro do Colégio Brasileiro de Genealogia (RJ), membro fundador da Sociedade Genealógica Judaica do Brasil e do Arquivo Histórico Judaico Brasileiro. Participou de vários congressos genealógicos judaicos e é autor de trabalhos sobre genealogia.

Paulo Valadares
Licenciado em História (PUC-CAMP) e mestre em História Social (USP) sob a orientação da professora Anita Novinsky. Membro da Associação Portuguesa de Genealogia (Lisboa), do Colégio Brasileiro de Genealogia (RJ) e da Sociedade Genealógica Judaica do Brasil. É autor de uma centena de artigos sobre a presença judaica na Península Ibérica e a sua diáspora.

Anna Rosa Campagnano 
Professora de matemática na Itália, Nigéria e Brasil. Mestre em língua hebraica com a dissertação "Os dialetos judeu-italianos: um estudo sobre o Baggito ". Membro da Sociedade Genealógica Judaica do Brasil e do Arquivo Histórico Judaico Brasileiro.  Autora do livro de poemas A árvore de Abraham (1993/94) e de vários artigos sobre a vinda dos judeu-italianos para o Brasil.


Comentários

OPINION
Mention has been made of the recent Brazilian book "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes" (Dictionary of Sephardic surnames). Having just received my copy I thought to share some of my early impressions because of the great interest in this publication.

This superb bilingual addition to the library of essential books for Sephardic Genealogy has 528 pages divided into several sections. The first section, dealing with a brief Sephardic history and explanations of Sephardic onomastics is printed on 150 pages of glossy paper, beautifully illustrated and reminiscent of an "art book". The right hand page is in Portuguese and the left hand in English, which - though translated by someone for whom English is obviously not a first language - is quite enjoyable and informative.

The remainder of the book, printed in non-glossy paper, consists of the dictionary of 16,000 Sephardic surnames. For this, the authors modeled themselves on Beider's Surnames of the Russian Empire, albeit with a few modifications necessitated by dealing with surnames written in a variety of alphabets and languages (instead of just Cyrillic), and covering a period of 6 centuries and 335 sources instead of the much narrower period and sources used by Beider.

The dictionary section presents the surname, some spelling variants, geographical locations, type (patronymic, descriptive, etc.), meaning of, and sources where found. The dictionary does not include the rich individual biographic data and name variants occasioned by country and language changes due to the mobility of Sephardic Jews over the centuries as found in Abraham Laredo's landmark "Les Noms the Juifs du Maroc". That would have required several volumes instead of one. On the other hand, Faiquenboim's book includes a much larger number of surnames difficult to find elsewhere and is a remarkable achievement for which we owe the authors a debt of gratitude.

I would highly recommend this book as essential in any serious library of Sephardic genealogy books.

JEFF MALKA
author of "Sephardic Genealogy: Discovering your Sephardic Ancestors and their World", Avotaynu, 2002.

 

(...) O projeto ambicioso e extremamente elegante que os autores realizaram ultrapassa em muito algumas dificuldades próprias de obra tão arrojada, porque o papel de lien a que está fundamentalmente destinado, esse será largamente cumprido (...)

DANIEL LACERDA
Latitudes - Cahiers Lusophones, Paris, dezembro de 2004


(...) uma luxuosa ferramenta para conhecer suas origens (...)

MÁRVIO DOS ANJOS
Folha de S. Paulo, janeiro de 2004


(...) Bravo et merci à l´equipe brèsilienne! (...)

MATHILDE TAGGER
Revue de Cercle de Généalogie Juive, Paris, maio de 2004


(...)I highly recommed this book as essential in serious library of sephardic genealogy books (...)

JEFFREY S. MALKA
Avotaynu, winter 2003

 

(...) mais um trabalho no resgate da história do nosso povo (...)

NESSIM HAMAOUI
ComShalom, S. Paulo, dezembro de 2003


(...) In conclusion, I want to thank the Brazilian staff in there iniciative and successful conclusion of the  project - with a great deal of gratitude and sincerity we say  to them - Todah (...)

MATHILDE TAGGER
Sharsharet Hadorot, Israel, maio de 2004


(...) podemos verificar pela bibliografia apresentada, que se tratou de um ambicioso projeto, muito bem conduzido até este produto final. A riqueza que trepassa pelas largas páginas de listagem de nomes mostra-nos diretamente os campos de investigação que são lançados por este livro, instrumento bastante útil, será, decerto, de prestimosa validade por muitos anos. Aos autores o reconhecido agradecimento por este longo e sério trabalho (...)

PAULO MENDES PINTO
Cadernos de Estudos Sefarditas, Lisboa, 2005


(...) Cet ouvrage, attendu depuis longtemps, est premiere à rassembler une telle quantité de patronymes séfarades. La première impression est remarquable. De belle presentation, abondamment ilustre, l´ouvrage, frui de huit anées de travail  apparaìt extrêmement documenté (...)

PHILIP ABENSUR
Etsi - Revué de Généalogie et d´Histoire Séfarades, Paris. Dezembro de 2003

Avaliação dos Clientes

Seja o primeiro a avaliar este produto.
Newsletter