É necessário que o seu navegador tenha o suporte a javascript habilitado para navegar neste site. O Rabino (R.F.) - Livraria Sêfer
  • 00 item(s) - R$ 0,00
Seu carrinho de compras está vazio.
  • O Rabino (R.F.)

O Rabino (R.F.)

Autor: Roland Fischmann
SKU: 14140
Páginas: 100
Avaliação geral:

Um rabino é encontrado morto em seu próprio apartamento, tombado sobre a mesa de trabalho, degolado. O rabino, de Roland Fischmann, surpreende e provoca grandes reflexões em seu leitor, com um desfecho instigante.

R$ 31,00 no Cartão
Disponibilidade: Imediata

Descrição

Um rabino é encontrado morto em seu próprio apartamento, tombado sobre a mesa de trabalho, degolado. Os responsáveis pelo caso, delegado França e Luciano - um perito criminal com fortes laços com a comunidade judaica -, encontram-se em uma situação delicada. Investigam não apenas um crime de grande evidência como também o ocaso de um líder espiritual. O rabino, de Roland Fischmann, surpreende e provoca grandes reflexões em seu leitor, com um desfecho instigante.

Prefácio

Prefácil

Com grande prazer navegarei na leitura da criativa ficção de Roland Fischmann.

Obra escrita com muita propriedade e emoção, que penetra a rotina de um policial científico judeu que, diariamente, em um IML, convive com a manipulação de corpos e todas as suas angústias diante de caos de mortes coletivas e assassinatos. 

Em uma data manhã, o perito tem sua rotina quebrada. Recebe a missão de participar não somente da perícia como de toda a investigação, em busca de solucionar o caso da morte de um rabino.

A trama tem como pano de fundo um olhar criterioso diante da morte: não um olhar para um corpo com um número, seguindo protocolos  estanques, e sim um olhar para um corpo de um homem morto que possuí uma história de vida, mudando assim todo o rumo para a elucidação do mistério.

A discussão do crime passa pela análise de todos os elementos  e pessoas envolvidos: esposa, família, amigos e também as relações de poder que se associam ao papel de rabino em uma comunidade, levando os personagens e o próprio leitor a discutir valores que construímos durante a vida, seja na profissão, seja na vida pessoal. Valores como amizade, gratidão e honra.

O rabino, após a morte, tem a vida vasculhada para verificar inimigos e possíveis assassinos; são levantadas suas últimas ações em vida, e começa a ser percebido que ele era um homem, antes de ser rabino.

Ser rabino é uma profissão? Uma missão? Um rabino pode deixar de ser rabino? Pode trocar de profissão? Quando morre, seu legado, seus atos influenciam sua comunidade? Ao longo da investigação , ao ouvir os depoimentos, Luciano, o perito policial, se depara em vários momentos com essas questões. 

O autor, durante toda a trama, demonstra as aflições de suas personagens diante da rotina da vida cotidiana, com todos os percalços de suas funções, com seus dilemas pessoais com o árduo trabalho do perito que investiga  as causas de muitas morte.

Quem pode tirar a vida? Quem dá a vida? Como um homem é capaz de um ato tão radical ao tirar a vida de alguém ou de si mesmo? Qual o sentido da vida?

Como o desvendar de um crime pode gerar tantas perguntas não respondidas e questionamentos sobre a vida de um homem, seja rabino, seja médico, seja um investigador?

Na luta pela sobrevivência, cruzamos com a vida e a morte a todo instante e nos debatemos sobre como preservar a dignidade humana num momento tão doloroso.

Podemos ir além com a leitura desta bela obra e perguntar como viver e conviver com dignidade. O livro é um suspense ou uma ficção? posso apenas afirmar que é um enigma, um estudo de caso policial muito bem articulado e de leitura instigante!


Sobre o autor

Roland Fischmann

Economista, escritor e editor, encontra inspiração no efêmero e no perpétuo para a criação de sua obra ficcional. Às vezes uma nota de jornal ou um encontro fortuito numa esquina qualquer. Tudo e todas podem lhe servir de matéria prima. Embora a inspiração possa vir de algum fato particular, é ambição que a obra sobreviva ao fato, por tocar algo que vive no coração de todos: a humanidade. Por isso espera que, daqui muitos anos, quando os fatos já estiverem esquecidos e enterrados, a obra continue viva e instigante. 

Avaliação dos Clientes

Seja o primeiro a avaliar este produto.
Newsletter