É necessário que o seu navegador tenha o suporte a javascript habilitado para navegar neste site. Luzes Espirituais da Torá - Livraria Sêfer
  • 00 item(s) - R$ 0,00
Seu carrinho de compras está vazio.
  • Luzes Espirituais da Torá

Luzes Espirituais da Torá

Autor: Ricardo Gaz
SKU: 13846
Páginas: 171
Avaliação geral:

Apresenta conceitos existentes na sabedoria judaica milenar com uma abordagem inédita apoiada e focada no processo de espiritualização do ser humano. Dividida em duas partes, a primeira contém dez pensamentos de cunho universalista que se relacionam com o conteúdo de cada uma das 54 porções da Torá, e a segunda apresenta diversos pensamentos associados a sete atributos universais existentes em todos os seres humanos.

PRODUTO ESGOTADO
  • Este produto encontra-se esgotado no momento. Caso queira ser avisado quando este produto estiver novamente disponível para venda, preencha os campos abaixo.
  •  
  •  
  •  

Descrição

Apresenta conceitos existentes na sabedoria judaica milenar com uma abordagem inédita apoiada e focada no processo de espiritualização do ser humano. Dividida em duas partes, a primeira contém dez pensamentos de cunho universalista que se relacionam com o conteúdo de cada uma das cinquenta e quatro porções da Torá, e a segunda apresenta diversos pensamentos associados a sete atributos universais existentes em todos os seres humanos, inspirados pelas fontes judaicas e pelos ensinamentos dos mestres do povo judeu ao longo das gerações.

Apresenta ainda conteúdos com teor poético e filosófico de aspectos morais e científicos modernos, mostrando em todas essas partes as luzes espirituais da Torá, o que leva o leitor a refletir sobre a espiritualidade, bem como seu autodesenvolvimento, oferecendo "respostas" às questões pelas quais o mundo atravessa.

.  .   .   .   .

Depoimentos:

 "Na sua visão cósmica, o trabalho de Ricardo, ao buscar na luz do livro sagrado: a Torá, o leite e o mel e as maravilhas ocultas que nos falam de uma Verdade Única Eterna, e que fala a toda a humanidade, é uma oferta que nos eleva e nos ajuda a construir o tabernáculo da Presença, o qual somos cada um de nós."

Luiz Augusto de Queiroz
Médico

 

 "Ricardo traz uma luz em forma de pensamentos escritos instruindo esta nossa geração a adquirir valores profundos, íntegros, plenos, puros e divinos. Trazer os ensinamentos da Torá para a geração de hoje, onde o mundo cada vez mais converge numa complexidade de inter-relações, é permitir o acesso a estes ensinamentos e ampliar o saber. Por isso, essa obra tem um valor inquestionável na formação espiritual religiosa de todos nós, independente da linha de religiosidade."

Marcel Berditchevsky
Sociólogo e pedagogo formado pela Universidade Barilan, Guia de Turismo em Israel

 

 "Parabenizo sua iniciativa em agir e trazer em vida palavras que deve ser lidas a todo momento e tempo."

 Rabino Chaim Passy Vital 
Educador da Yeshivá de Cotia, SP e coordenador do Machon Horaá - Centro de Capacitação de Morim, Brasil

 

  "Vi nessa obra, mais uma colaboração valiosa no caminho de quem busca a Deus. PARABÉNS, professor Ricardo!"

Emmanuel Lopes Passos 
Cientista, pesquisador e consultor. Professor Pós Doutor (Pardue - EUA)


Imprensa

Entrevista realizada em 12/05/2015 por Denise Wasserman ao "Nosso Jornal" 

 “A busca consciente da espiritualidade surge normalmente em oposição à submissão a uma ordem religiosa ou a líderes de religião que escravizam mentes e corações, ao segmentar as criaturas em classes, provocando medo, produzindo ameaças e gerando danos ao psiquismo humano, ou mesmo de todo um povo.”

Esses conceitos fazem parte do livro Luzes Espirituais da Torá, de Ricardo Gaz, engenheiro e doutor em Ciências da Engenharia de Produção.
Ricardo Gaz nasceu em 1968, na cidade do Rio de Janeiro. Recebeu uma educação em valores ético-espirituais, estudando a Torá e praticando o judaísmo em seu lar.
Estudou em colégios judaicos, foi aluno e depois professor de movimento juvenil judaico, participou de seminários, cursos e workshops sobre judaísmo, tanto no Brasil quanto em Israel, recebendo ensinamentos de diversos rabinos e mestres da Torá.

Este seu livro é resultado de uma dessas pesquisas e estudos realizados ao longo dos anos e que tem por objetivo principal o autodesenvolvimento humano a partir da construção de pensamentos refletidos da Torá e de ensinamentos milenares transmitidos até os nossos dias.
Para conhecer mais profundamente os pensamentos do autor, siga-nos nesta entrevista exclusiva para o Nosso Jornal

É o seu primeiro livro? Como se deu a escolha do tema?
Na linha específica de religião, da espiritualidade e a abordagem ao tema Torá é o primeiro livro. Apesar de ter estudado em colégios israelitas, participado de movimentos juvenis judaicos, entre outros, sempre houve uma curiosidade natural pelas fontes religiosas da humanidade desde bem jovem. Vale dizer que minha família, meus pais, me deram as condições necessárias para que esta curiosidade pudesse ser preenchida de modo adequado, num processo educacional gradual e edificante. Mas, os conhecimentos científicos que adquiri nos estudos formais não eram suficientes para explicar os porquês da vida. Dessa forma, estudei e pesquisei sobre as ciências espirituais, integrando a ciência terrestre (ensinada formalmente nas escolas e universidades). Ao amadurecer, compreendi que estes conhecimentos espirituais estão presentes em uma memória maior e mais profunda de todo ser humano, mas que não podem ser expressos ou naturalmente potencializados sem esforço próprio, sem estudo, sem reflexão, sem disciplina, além de requerer o devido equilíbrio psicoemocional. Nesse processo de construção, o livro e o tema foram uma consequência natural, daquilo que já se encontrava dentro de mim e da vontade de compartilhar com todos na forma escrita um pouco do que havia conhecido e aprendido.

Você diz que a espiritualidade vai contra a submissão da religião e a imposições. Como cada pessoa pode buscar esse sentimento dentro de si, independentemente das referências de cada religião?
Não precisamos ter expertise e estudar em profundidade as religiões e a história da humanidade para observarmos nos sistemas sociais e religiosos a existência de estruturas, hierarquias, ordens, princípios, postulados ou dogmas, enfim, da presença de toda uma sistemática e corpo doutrinário para que seus cidadãos e séquitos se conduzam. Nesse contexto, a abordagem da espiritualidade entra no cenário, ou por necessidade do próprio indivíduo e este se espiritualiza, ou pelo crescimento e evolução espiritual do planeta Terra (há também “idades” espirituais também para cada planeta e ser humano). Apesar de ser raro e o que observamos (superficialmente) parece indicar o contrário, o processo de espiritualização do ser humano e/ou da evolução espiritual do planeta Terra, é uma condição sine qua non, seja por vias dolorosas, de guerras e de catástrofes, seja por vias da sabedoria, da paz e do equilíbrio. Em termos concretos e numa tentativa didática, esta espiritualização vem caracterizada por três grandes fatores e que podem ser exercitadas desde já por todos nós: estado moral e cognitivo elevado de consciência, diferindo de moralismos estéticos, de modelagens racionais exclusivistas ou de comportamentos externos sociais falsos; sentimento real de fraternidade, percebendo o outro, não mais como um estranho ou opositor, e até mesmo conseguindo se aproximar e gostar dele, diferindo-se de doutrinas que excluem o outro, que se manifestam como detentoras da verdade e sabedoria, que fomentam a violência e a destruição quando este outro não é do seu grupo, não age ou não pensa de igual maneira e conhecimento universalista, onde a segmentação ou separação por “castas” é apenas mais uma ilusão e convenção humana. Esse conhecimento traz ou acarreta em seu bojo a transcendência e a integração de conhecimentos, aparentemente contraditórios (divergentes entre si) ou contrários (opostos), conduzindo-se a uma saída da polaridade e culminando em soluções profícuas, sadias e construtivas para a sociedade.

Sendo a religião judaica baseada em princípios milenares, como a Cabalá, ela possui mais elementos espirituais do que as demais religiões?
A Cabalá é o quarto nível de compreensão da Torá. O último nível, mais profundo e essencial. Os mestres da Torá dizem que a Cabalá é a alma da Torá. Como pré-requisito, de modo a iniciarmos um tráfego e termos acesso a esse quarto nível de compreensão (não é algo meramente racional e técnico) é necessário praticarmos uma humanidade em nossas vivências. Assim, o livro é permeado por pensamentos-frases, que mesmo dentro do contexto das cinquenta e quatro porções da Torá (dos cinco livros recebidos por Moisés no Monte Sinai há mais de 3300 anos) na primeira parte e dos ensinamentos dos mestres do judaísmo ao longo do tempo na segunda parte, estes pensamentos-frases são refletidos de forma a cunhar nas mentes (e corações!) de quem lê um processo universalista, sem intencionar refutar ou agredir aquele que segue uma religião, judaica ou não judaica.

Qual é o objetivo do seu livro?
Todo processo de espiritualização ou de espiritualidade humana engloba o processo da introspecção, sendo este último capaz de nos conduzir a “respostas” interessantes, advindas de nossas próprias camadas psíquicas, as mais superiores (leia-se também: alma), seja para nossas vidas particulares, seja para nossos ambientes étnicos, sociais, culturais, políticos e econômicos. Nesse sentido, o objetivo precípuo do livro é conduzir o leitor a refletir sobre a espiritualidade, buscando nela seu próprio autodesenvolvimento.

Qual é o público-alvo do seu livro?
Ensinam o Marketing e a Gestão Estratégica que ao produzirmos um produto (ou serviço), é preciso focar um nicho mercadológico, ou seja, alinhar público-alvo existente ao produto criado ou desenvolvido.Mais ainda, em termos modernos, a criação de um produto, inovador principalmente, pode ir além dessa conceituação, gerando novos nichos de mercado e mexendo na dinâmica cotidiana das pessoas. A partir dessas duas colocações e consciente de que todas as pessoas perpassarão pelo processo de espiritualização, mais cedo ou mais tarde, compreendemos que, embora o conteúdo do livro esteja embasado na Torá e nos ensinamentos dos mestres da Torá, judeus e não judeus, que já se despertaram para a busca de uma formação espiritual, ou que estão se despertando para essa espiritualidade, poderão se beneficiar deste “produto”.

Muitas pessoas afirmam que ser judeu, não implica necessariamente em ser religioso ou seguir a religião. Isso tem a ver com a espiritualidade? Ao sentimento puro do judaísmo?
Todas as pessoas, seres, planetas e sistemas estão imersos em D´us. Sob um olhar científico, entrelaçado à Cabalá, uma das ciências espirituais: a Presença Divina – Shechiná, uma das manifestações de D´us,está no espaço infinito existente entre os átomos e entre todas subpartículas bem como no espaço infinito existente entre os sistemas estelares.Cada qual está em um nível de consciência que reflete ou manifesta-se de uma forma ou de outra. No contexto judaico milenar, por exemplo, os patriarcas e matriarcas: Abraão, Isaac, Jacó, Sara, Rebeca, Rachel e Léa (no hebraico e dentro da sabedoria judaica codificada, cada início da letra dos nomes dos patriarcas e matriarcas está nas iniciais da palavra hebraica: Israel) foram seres muito especiais e quando encarnados atraíram essa Presença Divina para a Terra, isto é, toda alma que ativa seu aspecto divino interior atrai para si e ao seu redor a Shechiná. No contexto geral, a linha de religiosidade não interfere no processo de espiritualização do ser humano. As designações são criações humanas e isso pouco importa na esfera da realidade espiritual superior ou divina.

Como a poesia e a filosofia se misturam com o texto da Torá?
Os mestres da Torá, naturalmente abalizados pelo quarto nível de compreensão, ensinam que toda a Torá é uma grande canção divina, cujos “Nomes Divinos” estão expressos em todas as suas passagens, muitas vezes de forma explícita, muitas outras, senão a grande maioria das vezes, de forma codificada. Para tanto, é preciso uma escuta: o “verdadeiro shemá”, indo além de um intenso estudo racional, sistemático e/ou por uma pesquisa metodológica. É uma união entre sensibilidade, artes, percepções, intuições (níveis de profecia) com a capacidade analítica e sintética ao mesmo tempo.Não é à toa que buscamos escrever no livro nas suas duas partes um pouco desses diversos aspectos, por exemplo, apresentando uma noção da Árvore da Vida, estrutura essencial da Cabalá, produzindo um poema que envolve atributos que estão implícitos nas emanações (sefirot) dessa Árvore, tecendo alguns comentários no final de cada uma das cinquenta e quatro porções sobre história, filosofia e numerologia judaica (guematria) bem como na parte final, nos pontos singulares da Torá, gerando algumas ilações matemáticas para mostrar a consonância entre ciência (terrestre) e Torá.

Você diz que o seu livro pode responder questões sobre os desafios do mundo atual. Isso não vai um pouco para o lado de autoajuda?
Todo livro agrega valor (ou deveria agregar valor), ou seja, é algo que traz valor ao ser humano. Por exemplo, os categorizados como ficção ou suspense poderão fazer com que as informações ali contidas junto à motivação de ler ativem nos cérebros dos leitores um tipo de aprendizado-prazer. Mais ainda, um livro que “toca o coração” pode ser do tipo romanceado, histórico, religioso, autobiográfico ou até mesmo técnico. Escritores de vários países e épocas bem sabem que um livro se torna amigo íntimo de quem o lê, aproximando mundos – internos e externos. De acordo com os nossos níveis de consciência podemos ter um nível melhor de leitura e de compreensão do texto, elevando assim seu valor. Este livro Luzes Espirituais da Torá encabeça uma abordagem da espiritualidade que não se detém unicamente no plano espiritual sobrepondo-se ao do terrestre, e, por outro lado, não se reduz às visões das escolas materialistas que somente conseguem ver o ser humano como um aglomerado bioquímico e efeito aleatório ou da desordem do Universo. Mas, tudo isso caberá ao leitor identificar e ao mesmo tempo discernir.

Avaliação dos Clientes

Seja o primeiro a avaliar este produto.
Newsletter