É necessário que o seu navegador tenha o suporte a javascript habilitado para navegar neste site. Guia dos perplexos
  • 00 item(s) - R$ 0,00
Seu carrinho de compras está vazio.
  • Guia dos Perplexos

Guia dos Perplexos

Obra completa
Autor: Maimônides
Editora: Sêfer
SKU: 14619
Páginas: 536
Avaliação geral:

O Guia dos Perplexos é a obra-prima filosófica daquele que é considerado um dos maiores sábios judeus de todos os tempos: o Rabi Moshe ben Maimon - o Rambam, também conhecido como Maimônides. Escrito há mais de 800 anos e contendo 178 capítulos divididos em 3 partes, está sendo publicado na íntegra somente agora em português, com base nas mais respeitadas fontes históricas, religiosas e acadêmicas, em linguagem acessível e criteriosamente anotado

Quer conhecer antes de comprar? Baixe aqui um trecho desta obra gratuitamente!
R$ 100,00 no Cartão
Disponibilidade: Imediata

Descrição

O Guia dos Perplexos é a obra-prima filosófica daquele que é considerado um dos maiores sábios judeus de todos os tempos: o Rabi Moshe ben Maimon – o Rambam, também conhecido como Maimônides. Escrito há mais de 800 anos e contendo 178 capítulos divididos em 3 partes, está sendo publicado na íntegra somente agora em português, com base nas mais respeitadas fontes históricas, religiosas e acadêmicas, em linguagem acessível e criteriosamente anotado pelo Dr. Yosef Flavio Horwitz – um brasileiro formado pela Universidade Hebraica de Jerusalém e pela Universidade Bar-Ilan –, após muitos anos de intensa pesquisa e dedicação.

Esta obra se destinava a guiar pessoas versadas tanto nas disciplinas filosóficas como na Bíblia e no Talmud e mostrar o caminho profundo de estudar ambas – religião e filosofia – dentro de um modo de pensar racional.

Na época de Maimônides, a filosofia aristotélica disseminava-se livremente no seio dos territórios sob domínio muçulmano, ao contrário do que ocorria naqueles sob influência cristã. Neste contexto, Maimônides se preocupou em munir os judeus de sua geração com subsídios filosóficos que lhes permitisse enfrentar o profundo desafio às suas crenças judaicas mais genuínas, oriundo do estudo da filosofia aristotélica e que gerava uma perigosa situação de perplexidade.

Concordam os judeus e Aristóteles com a necessidade de uma causa primeira e, por conseguinte, única e eterna – que para os judeus corresponde a Deus. Etéreo e afastado dos destinos do homem comum para os filósofos, o Deus dos judeus é Quem lhes provê um caminho a seguir – a Torá – que, por sua vez, regulamenta todas as ações humanas e a Quem deve o ser humano se subordinar por completo.

Porém, um Deus tão envolvido com o destino dos seres humanos, mas muitas vezes apresentado na Bíblia por meio de uma linguagem antropomórfica, gerava dificuldades para aqueles iniciados em filosofia. Maimônides resolve estas dificuldades brilhantemente, explicando as expressões antropomórficas e elucidando que os atributos atribuídos a Deus são somente negativos ou de Suas ações.

Maimônides aborda com profundo rigor filosófico e em consonância com os ensinamentos da Bíblia, temas fundamentais para o judaísmo, como a Criação do Universo, a profecia, a Providência Divina, a ética e a natureza do bem, do mal e da virtude.

Talmudista, codificador, filósofo, matemático, médico e dono de um talento literário ímpar, Maimônides se tornou um dos maiores pensadores da Idade Média, e suas teorias exerceram influência significativa sobre filósofos e teólogos cristãos, muçulmanos e judeus de sua época, bem como em figuras como Tomás de Aquino, Espinoza, Leibniz, Newton, Kant e Emanuel Levinas, entre muitos outros, até os dias atuais, sendo estudado em universidades do mundo inteiro, e sua contribuição à humanidade de grande importância.

O leitor moderno ficará impressionado com a sabedoria de Maimônides e a profundidade de suas ideias, e lhe ficará clara a razão de os estudiosos se referirem a este grande sábio assim: “De Moisés (da Bíblia) a Moisés (filho de Maimon) não houve outro igual a Moisés.”

 

Avaliação dos Clientes

    • O Guia dos Perplexos
    • 04 de outubro de 2018
  • Maria Inês Cerantola
  • recomendo este produto
  • O trabalho de tradução foi de excelência e um presente ímpar para leitores de língua portuguesa. 

Newsletter